Está querendo utilizar o PicPay, mas está com dúvidas acerca do seu funcionamento? Então confira esse post e tire todas as suas dúvidas!

Em épocas de constantes evoluções tecnológicas, é preciso estar sempre atento as novidades do mercado para poder se atualizar. Dentre todas as novidades, uma que tem chamado bastante a atenção dos usuários é o aplicativo Picpay. E, por ser algo novo, é normal ter dúvidas acerca do funcionamento e de como utilizar os seus serviços. Portanto, se você quer remover todas essas dúvidas, basta continuar nesse post.

Logotipo do aplicativo PicPay com fundo  verde e letras brancas
O PicPay é uma ferramenta que tem caído no gosto popular dos brasileiros. No entanto, muitos ainda não compreendem a sua real funcionalidade. Quer aprender tudo acerca desse assunto? Então confira essa matéria!

É inegável afirmar que a internet e suas tecnologias tem facilitado significativamente a vida de muitos brasileiros. Para além de proporcionar comodidade, também propicia extrema agilidade, uma vez que serviços online, em sua maioria, são instantâneos. E com o Picpay não é diferente, pois ele garante todos esses benefícios e muito mais e, para saber como ele funciona, é só conferir esse artigo até o final!

O que é o Picpay?

Anterior a compreender como o Picpay funciona, é importante entender o que de fato é esse aplicativo. Muitos pessoas acham que se trata de um app relacionado a algum banco, mas a história é um pouco diferente. Na realidade, é um aplicativo de pagamentos online e que foi desenvolvido no Brasil, cujo intuito era de descomplicar transferências de valores entre usuários ou no momento de realizar algum pagamento em lojas virtuais e/ou serviços online.

É bom dissociar a ideia de que o Picpay é uma espécie de banco virtual, porque não é. Na verdade, o nomenclatura correta seria “carteira digital” ou “carteira eletrônica”. Lançado no ano de 2012, o app se enquadra como sendo uma fintech, pois junta serviços financeiros à métodos tecnológicos. Essa startup foi desenvolvida para otimizar soluções do setor financeiro e/ou introduzir novas soluções para o mercado em geral.

Carteira, celular iPhone e uma chave de carro encima de uma superfície preta.
Muitos acreditam erroneamente que o Picpay é um banco, mas, na realidade, ele é uma carteira digital. Essa foi uma invenção bastante diferenciada e bem aceita, e que acabou introduzindo novas soluções para o mercado.
(Imagem: fancycrave1 via Pixabay)

Por funcionar análogo a uma carteira virtual, os usuários podem transferir valores para contatos e realizar pagamentos em estabelecimentos credenciados, podendo ser tanto à vista quanto parcelado. Nos dias de hoje, o Picpay funciona tanto em estabelecimentos físicos quanto virtuais, o que aumenta a gama de possibilidades de uso. Uma das características mais interessantes acerca do app é que ele é completamente gratuito e qualquer um pode usar.

Não existe cobrança de juros ou taxas de utilização para contas pessoais, no entanto, há um limite de recebimento de R$800,00 por mês e, caso ultrapasse esse valor, é acrescentado uma porcentagem pequena de juros. Também existe a opção do Picpay Pro, mais voltada para contas comerciais que, apesar de não ter limite de recebimento, há cobrança de 1,99% de juros por cada pagamento recebido.

Como o Picpay funciona?

Agora que você já compreende um pouco mais acerca desse aplicativo, é possível que já tenha uma ideia de como ele possa ser utilizado. É extremamente prático, seguro e ágil realizar transações pelo app, mas é estritamente necessário cadastrar um cartão de crédito. Ademais, também é muito cômodo utilizar os serviços oferecidos pela empresa, pois através do aplicativo você consegue fazer pagamentos da Netlfix, Uber, iFood, Spotify, Bilhete Único, recarga de celular e vários outros.

O Picpay está disponível para download tanto para usuários do Android quanto para iOS, e isso significa dizer que qualquer um pode usufruir dos diversos benefícios oferecidos pela fintech. Também é bom destacar que é possível receber cashback nos pagamentos feito pelo aplicativo, e essa é uma extrema vantagem. E para os amantes de games online, há alguns benefícios dos quais se pode usufruir.

É possível adicionar saldo em jogos da Blizzard, Steam, Google Play, League of Legends entre outros. Inclusive, em estabelecimentos que aceitam pagamento via Picpay, você consegue fazer pagamento sem o seu cartão de crédito, apenas escaneando o QR Code que aparece na maquinha de cartões. Isso, para aqueles que não abrem mão da segurança, é fundamental! E as coisas não terminam por aí.

Mulher com unhas pintadas de vermelho segurando um celular branco e escaneando um QR Code.
Além de não precisar pagar nada para poder utilizar o aplicativo, você pode receber cashback através das eventuais promoções feitas pelo Picpay. Inclusive, quanto mais você usa, maior são as chances de receber dinheiro de volta!
(Imagem: geralt via Pixabay)

Você também consegue pagar qualquer conta por intermédio do aplicativo, seja conta de luz, água, internet, gás, telefone ou qualquer outro boleto do tipo. O mais interessante é que, quanto mais você paga, maior são as chances de obter cashback. Inclusive, caso queira sacar o dinheiro que está na carteira digital, isso também é possível, através de um dos caixas eletrônicos do Banco24Horas. E tudo isso sem taxa.

O Picpay tem mostrado ser uma aposta bastante interessante para aqueles que gostam de aliar finanças e facilidade. E com a invenção do Pix, a prospecção de oportunidade de utilização da carteira eletrônica é ainda mais vasta. Hoje, estima-se que mas de 3 milhões de estabelecimentos aceitam o Picpay como forma de pagamento, e isso inclui as máquinas Cielo, Rede e Getnet. Isso faz com que mais de R$2 bilhões sejam movimentados todos os meses pelo app.

O que mais preciso saber sobre o Picpay?

Como foi possível notar até aqui, o aplicativo Picpay denota bastante benefícios e vantagens para os usuários. No entanto, há algumas outras informações adicionais que pode ser interessante saber antes de começar a utilizar os serviços da fintech. Por ser algo novo, é normal que algumas pessoas tenham certo receio ou que se sintam inseguras em utilizar o aplicativo, mas há algumas informações que podem amenizar essa sensação.

A primeira delas é o fato de o Picpay ter mais de 30 milhões de usuários, consagrando-se como o maior número de usuários de um app de pagamentos do Brasil. Isso mostra que grande parte dos brasileiros já aderiram aos serviços e confinam no aplicativo para fazer as transações financeiras. Contudo, se isso não é o suficiente para lhe convencer, saiba que, no ano de 2015, o Banco Original comprou parte do Picpay.

Imagem do aplicativo Picpay no Google Play
O Picpay é uma ferramenta utilizada por milhões de usuários, tornando possível depositar ainda mais confiança e credibilidade aos seus serviços. Além do mais, o app têm constantes atualizações, cujo objetivo é de melhorar cada vez mais os seus serviços e a experiência do usuário.

Isso quer dizer que, de certa forma, há um banco já bastante estruturado por detrás das aplicações do Picpay, fazendo com que a sua segurança e confiabilidade aumente significativamente. Inclusive, a fintech Picpay já foi reconhecida na imprensa por diversas vezes por propagar facilidade e agilidade em época de pandemia. O aplicativo já foi parceiro do governos estaduais e municipais para gerenciar o repasse de recursos de programas sociais.

Ou seja, até o mesmo o governo já depositou a confiança na startup, tanto que o Picpay foi responsável por ajudar 1,4 milhão de pessoas a receber benefícios sociais em época de pandemia. O seu sucesso e aceitação é tão grande que a empresa já até chegou a lançar um cartão de crédito próprio que oferta cashback para os seus clientes, e qualquer um pode usar, desde que passe na análise de crédito. Diante de todo esse reconhecimento e confiança, não perca mais tempo e comece a utilizar o Picpay!